top of page

Blog

Os melhores cursos de comunicação em saúde em Portugal para frequentar em 2023

Durante a pandemia de COVID-19 muito se falou sobre comunicação em saúde em Portugal. Vimos vários exemplos de boas práticas e outros tantos que deveriam ter sido evitados. Se há uns anos atrás a oferta formativa em Portugal era escassa, o mesmo não podemos dizer nos dias que correm. A dificuldade passa a ser escolher qual a formação que nos irá dar os conhecimentos e as ferramentas que queremos para melhor comunicar saúde.


Ao enriquecer os nossos conhecimentos sobre comunicação em saúde e sobre técnicas que podemos aplicar no dia-a-dia enquanto profissionais de saúde ou investigadores, também os utentes e colegas beneficiam:

  1. Interagimos de uma forma mais empática, envolvendo os utentes e melhorando a sua experiência nos serviços de saúde;

  2. Melhoramos a segurança dos utentes, ao reduzir o risco de erros médicos ou efeitos adversos associados a problemas de comunicação;

  3. Transmitimos informações de forma mais eficiente e clara, rentabilizando o (limitado) tempo das consultas ou reuniões;

  4. Facilitamos o trabalho de equipa e colaboração entre vários profissionais de saúde, melhorando os resultados;

  5. Produzimos melhores materiais informativos sobre saúde, que ajudam a melhorar o acesso e compreensão de informações sobre saúde, entre outras.


Investir em comunicação em saúde, é investir em melhores serviços de saúde e melhores resultados para todos os utentes.

Por já ter passado por esse processo e ter sentido a dificuldade que é encontrar o programa formativo em comunicação em saúde ideal, partilho uma listagem das principais oportunidades de formação pré-graduada e pós-graduada na área da comunicação em saúde. Esta lista será regularmente atualizada, se tiveres sugestões para adicionar, envia-me um e-mail para geral@comunicacaoemsaude.pt. A verdade é que não existe um programa formativo ideal, mas programas que correspondem a diferentes perfis, objetivos e momentos da nossa vida. Por uma questão de ética, não irei classificar os cursos deste post, mas clarificar que conteúdos cada um aborda.



Durante a formação pré-graduada dos profissionais de saúde

Tenho sido crítico da pouca atenção que era dada à comunicação em saúde na formação pré-graduada dos profissionais de saúde. Felizmente este é um cenário que começa a mudar e já vários cursos incluem uma forte componente dedicada à comunicação em saúde. Ainda há um caminho para fazer, mas o rumo parece ser o certo 💪


Deixo-vos aqui alguns exemplos (não é, de todo, uma lista exaustiva das várias faculdades que permitem tirar cursos de Medicina, Enfermagem ou Farmácia) que mostram isso mesmo:

  • Estudantes de medicina

    • Universidade do Algarve | Aborda a comunicação clínica em "Laboratórios de Aptidões", mas também a comunicação científica em formato de apresentação e posters | Clica para saber mais

    • Universidade da Beira Interior | Incide na psicologia da comunicação em saúde e como esta contribui para a relação entre médico e doente | Clica para saber mais

    • Universidade de Coimbra | Inclui uma componente dedicada à comunicação clínica, nomeadamente não verbal, como comunicar más notícias. Tem algunas disciplinas opcionais interessantes, como Escrita e Comunicação Científica, Comunicação em Medicina (que aborda comunicação com os media), ambas no valor de 2 ECTS | Clica para saber mais

    • Universidade de Lisboa | Aborda desde o primeiro ano a importância da comunicação na relação entre médico e doente. Inclui também uma disciplina de Competências Médicas Tranversais, na qual se integram áreas como a Medicina Baseada na Evidência e Literacia em Saúde ou Comunicação com os Doentes e a Família. Existe igualmente uma disciplina opcional de Comunicação em Saúde | Clica para saber mais

    • Universidade Nova de Lisboa | Pela estrutura curricular não é evidente o foco na área da comunicação em saúde | Clica para saber mais

    • Universidade do Minho | Inclui a comunicação clínica como uma das bases fundamentais do curso | Clica para saber mais

    • Universidade do Porto | Aborda a comunicação clínica através da medicina narrativa, a representação adequada de tabelas e gráficos em artigos científicos, entre outras áreas. Oferece disciplinas optativas específicas para a comunicação clínica, nomeadamente na comunicação de más notícias e entrevista motivacional, mas outras vertentes como o Marketing Estratégico em Saúde ou a Comunicação de Ciência | Clica para saber mais

    • Universidade dos Açores | Pela estrutura curricular não é evidente o foco na área da comunicação em saúde | Clica para saber mais

    • Universidade da Madeira | Inclui, no segundo ano, uma disciplina de Comunicação em Saúde, no valor de 2 ECTS | Clica para saber mais


  • Estudantes de enfermagem

    • Escola Superior de Enfermagem do Porto | Tem disciplinas dedicadas à Informação em Saúde, assim como a vertente da comunicação associada às relações com os doentes. Oferece uma disciplina optativa de Língua Gestual Portuguesa | Clica para saber mais

    • Universidade do Minho | Incide na comunicação terapêutica desde o primeiro semestre, no treino de competências básicas de atendimento. Aborda também alguns conceitos de Educação para a Saúde | Clica para saber mais

    • Escola Superior de Enfermagem de Lisboa | Inclui a comunicação de trabalhos científicos e uma disciplina de Relação e Comunicação em Enfermagem e de Educação para a Saúde, ambas no valor de 6 ECTS | Clica para saber mais

    • Instituto Politécnico de Viseu | Inclui uma disciplina de Educação para a Saúde, no valor de 3 ECTS | Clica para saber mais

    • Escola Superior de Enfermagem de Coimbra | O programa aborda a Comunicação Interpessoal e a Educação para a Saúde, ambas em disciplinas com o valor de 2 ECTS | Clica para saber mais

    • Universidade Fernando Pessoa | No primeiro ano apresenta uma disciplina de Literacia e Comunicação em Saúde, com um conteúdo programático abrangente | Clica para saber mais

    • Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Português | Aborda a comunicação terapêutica em cuidados de enfermagem numa das disciplinas inicias do curso | Clica para saber mais

    • Universidade Católica Portuguesa | Segmenta a disciplina de Comunicação em Enfermagem entre o primeiro e o terceiro ano de curso, para além de oferecer uma disciplina opcional em Marketing Profissional | Clica para saber mais


  • Estudantes de ciências farmacêuticas

    • Universidade do Porto | Oferece uma disciplina opcional de Marketing Farmacêutico | Clica para saber mais

    • Universidade de Coimbra | Inclui uma disciplina opcional de Investigação e Comunicação de Ciência (a realizar no quarto ano de curso) e outra de Comunicação e Marketing Farmacêutico (a realizar no quinto ano de curso) | Clica para saber mais

    • Universidade de Lisboa | Tem uma disciplina opcional de Comunicação em Cuidados de Saúde, assim como Marketing e Empreendedorismo Farmacêutico | Clica para saber mais

    • Universidade do Algarve | Aborda, na disciplina de Gestão Farmacêutica, a comunicação em farmácia e comunicação comercial e merchandising | Clica para saber mais

    • Universidade Fernando Pessoa | Refere abordar algumas técnicas básicas de comunicação em serviços de saúde | Clica para saber mais


A breve descrição que faço destes cursos tem por base a interpretação dos seus planos de estudos. Se achas que não corresponde à realidade, dá-me o teu feedback através de e-mail para geral@comunicacaoemsaude.pt.



Apostar na formação pós-graduada para formação contínua

Sou um acérrimo defensor da formação contínua. Enquanto profissionais de saúde ou investigadores nas áreas biomédicas, necessitamos de estar a par das boas práticas, incluindo de comunicação em saúde. Encaro cada novo curso que frequento como uma oportunidade de aprender mais rapidamente sobre um tópico, com a ajuda dos melhores profissionais dessa área, assim como conhecer colegas com os quais posso vir a desenvolver projetos no futuro.


Já me cruzei com alguns dos cursos que destaco em seguida, tanto como aluno ou como professor 🙏 Todos me parecem excelentes opções para o teu próximo passo (apenas inclui aqueles com edições abertas em 2022 ou 2023):

  • Mestrado em Cultura Científica e Divulgação de Ciências | Universidade de Lisboa - Várias faculdades | Duração de 4 semestres, não é claro o número de horas de contacto | 2.400€ | Aborda a comunicação de ciência com um grande foco na compreensão da sociedade e das ciências sociais. Inclui um "Laboratório de ciências da saúde", com docentes da Faculdade de Medicina, Faculdade de Farmácia e Instituto Superior de Agronomia | Clica para saber mais

  • Mestrado em Comunicação de Ciência | Universidade do Minho - Instituto de Ciências Sociais | Duração de 4 semestres, não é claro o número de horas de contacto | Não é claro qual o valor da propina anual | Apresenta um programa bastante completo, desde uma abordagem estratégica à comunicação de ciência, incluindo uma perspetiva das ciências sociais e algumas práticas de comunicação em formatos digitais, audiovisuais, entre outros. O trabalho final de mestrado pode ser em formato de investigação, intervenção ou estágio | Clica para saber mais

  • Mestrado em Comunicação de Ciência | Universidade NOVA de Lisboa - Faculdade de Ciências Sociais e Humanas & Instituto de Tecnologia Química e Biológica | 3 semestres, não é claro o número de horas de contacto | 1.900€ (considerando propina anual e metade da mesma, equivalente ao 3º semestre) | Ensino em formato presencial, com programa completo que inclui uma perspetiva estratégica da comunicação de ciência e também uma abordagem centrada na vertente jornalística | Clica para saber mais

  • Mestrado em Promoção de Saúde 👨‍🏫 | Universidade NOVA de Lisboa - Escola Nacional de Saúde Pública | Duração de 4 semestres, não é claro o número de horas de contacto | 3.750€ | Não é possível falar de comunicação em saúde sem mencionar a sua importância na promoção de saúde, e vice-versa. Neste mestrado poderás compreender alguns fundamentos da prática de saúde pública, assim como estratégias de promoção de saúde e boas práticas de comunicação em saúde. Pode ser realizado em formato online | Clica para saber mais

  • Mestrado em Comunicação Clínica | Faculdade de Medicina da Universidade do Porto | Duração de 4 semestres, com 170 horas de trabalho tutorial | 2.500€ (correspondente ao valor de 2 propinas anuais) | Formação com base em role-play e feedback, dedicada a profissionais de saúde que comunicam diretamente com doentes e familiares. Permite desenvolver técnicas de entrevista clínica, como comunicar más notícias, como interagir com doentes que não conseguem falar ou como abordar determinados temas com as famílias dos doentes | Clica para saber mais

  • Pós-graduação em Literacia em Saúde na Prática | Instituto Superior de Psicologia Aplicada, Lisboa | 158 horas | 1.950€ (12€/hora) | Uma formação com a "bênção" da Prof.ª Kristine Sorensen, referência mundial na literacia em saúde. Permitirá conhecer as bases da literacia em saúde e como a traduzir em projetos concretos aplicados nos serviços de saúde ou na comunidade. Neste curso ficarás a conhecer que ferramentas podem ser usadas para avaliar a literacia em saúde em vários contextos | Clica para saber mais

  • Pós-graduação em Healthcare Marketing & Innovation 👨‍🏫 | Universidade Europeia & Instituto Português de Administração de Marketing | 30 semanas | Valor fornecido após pedido de informações | Ensino exclusivamente online, com uma forte componente associada ao marketing em saúde. Aborda-o de uma forma holística, incluindo o comportamentos dos clientes e a sua jornada nos serviços de saúde, a construção de uma marca na área da saúde ou até uma perspetiva ligada à inovação, inteligência artificial e metaverso aplicado na saúde | Clica para saber mais

  • Curso de Especialização em Comunicação em Saúde e Educação em Ciências da Saúde | Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa | 250 horas | 2.500€ (10€/hora) | Aborda de forma completa várias vertentes da comunicação em saúde, nomeadamente a comunicação de risco e comunicação em situações de crise. Poderá ser adequado tanto a profissionais de saúde como profissionais da área da comunicação. Inclui também alguns conceitos de economia em saúde, políticas de saúde e de comunicação institucional | Clica para saber mais

  • Pós-graduação em Comunicação em Saúde Pública 👨‍🏫🎓 | Universidade Católica Portuguesa - Faculdade de Ciências Humanas | 150 horas | 2.560€ (17€/hora) | Ensino híbrido, com componente presencial aos sábados (Lisboa). Tem um grande foco naquilo que é a perceção do risco e como este influencia a mudança de comportamentos das pessoas. Através da construção dos trabalhos de projetos vais adquirir um bom roadmap para planear a comunicação em projetos ou campanhas de saúde pública | Clica para saber mais

  • Pós-graduação de Competências de Comunicação em Saúde 👨‍🏫 | Escola Superior de Enfermagem de S. Francisco das Misericórdias | 250 horas | 1.750€ (7€/hora) | Ensino híbrido, com cerca de 40% das aulas em formato presencial (Lisboa). O plano de estudos inclui áreas desde o marketing em saúde e pessoal, passando pelo planeamento de campanhas de comunicação e a visualização de dados em saúde. | Clica para saber mais

  • Pós-graduação em Comunicação e Psicologia Positiva | Universidade Católica Portuguesa - Faculdade de Ciências Humanas | 130 horas | 2.560€ (20€/hora) | Aborda a comunicação numa perspetiva organizacional, de forma a promover o bem-estar nas próprias organizações. Não está especificamente dedicada ao contexto da saúde, mas permite explorar a sua aplicação nos serviços de saúde. | Clica para saber mais

  • Pós-graduação em Informação, Desinformação e Fact-Checking | ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa | 210 horas | 2.500€ (12€/hora) | Apesar de não ser especificamente dedicado à desinformação em saúde, muitos dos conteúdos poderão ser extremamente relevantes para o contexto. Possibilidade de atribuição de bolsas de mérito aos quatro melhores estudantes com nacionalidade de PALOP | Clica para saber mais


Lembra-te que a maioria destes cursos oferece alguns descontos para membros de algumas associações científicas 😏



Academia de Comunicação em Saúde: uma aposta rápida e prática

Com a Academia de Comunicação em Saúde não pretendo substituir a fantástica oferta formativa pós-graduada que temos atualmente em Portugal (já para não falar de imensas oportunidades no estrangeiro).


Nem todos temos interesses nem possibilidades financeiras para realizar todos os mestrados e pós-graduações que gostaríamos. Mas várias competências e ferramentas podem ser adquiridas através de cursos mais breves, muito vocacionados para uma componente prática, tendo por base a experiência adquirida enquanto médico e investigador em saúde pública. E há boas práticas que devem ser acessíveis a todos os profissionais de saúde e investigadores das áreas biomédicas, de forma a potenciar o impacto que podem ter na comunidade.


Durante o ano de 2023 irás encontrar várias oportunidades para melhorar a forma como comunicas saúde, seja entre profissionais de saúde, em eventos científicos ou com utentes. Mantém-te atento 📩



Que associações seguir para aproveitar oportunidades?

O panorama da comunicação em saúde em Portugal tem sofrido algumas (excelentes) alterações nos últimos anos. Há várias associações que vos convido a conhecer, e quem sabe, até a afiliarem-se:

  • Sociedade Portuguesa de Literacia em Saúde | A "recém-nascida" do grupo apenas se juntou a nós em 2022, mas conta com uma grande dinâmica, em diversas iniciativas um pouco por todo o país, assim como na realização de alguns concursos que visam promover boas práticas de literacia em saúde | 50€/ano | Clica para saber mais

  • Associação Portuguesa de Medical Writers | O medical writing é uma área muito específica e interessante da comunicação em saúde, seja através de artigos científicos, textos jornalísticos ou regulamentos de dispositivos médicos. Promovem vários workshops ao longo do ano | 50€/ano | Clica para saber mais

  • Rede de Comunicação de Ciência e Tecnologia de Portugal | Criada por comunicadores de ciência, com congressos anuais que incluem sempre uma componente dedicada à saúde, assim como alguns workshops organizados durante o ano, para temas mais específicos | 40€/ano, exceto 20€/ano para estudantes | Clica para saber mais

  • Sociedade Portuguesa de Comunicação Clínica em Cuidados de Saúde | Teve a sua génese na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e o seu último congresso foi organizado em 2021. Divulga várias oportunidades formativas específicas para a comunicação clínica | 20€/ano | Clica para saber mais

  • Associação Portuguesa de Documentação e Informação de Saúde | Conta já com 30 anos de existência e promove várias formações dedicadas à investigação científica e a sua divulgação. Realizam periodicamente jornadas com elevado valor científico e possibilidade a apresentação de trabalhos | 25€/ano | Clica para saber mais


Conheces outras associações relevantes para a área da comunicação em saúde, que não estão aqui? Partilha as tuas sugestões, para fazer crescer esta lista ainda mais - basta enviares um e-mail para geral@comunicacaoemsaude.pt.



Se leste este artigo, estás provavelmente em dúvida sobre o próximo passo que deves dar no desenvolvimento das tuas competências. O que te posso dizer é: qualquer que seja o passo que dês, é o passo certo 😉 Será complicado gerir o teu tempo para adquirires competências nesta área, mas o investimento nas tuas competências de comunicação em saúde é algo (sejam conhecimentos, técnicas ou práticas) que ninguém te pode tirar e que terás a possibilidade de aplicar em diversas situações do teu dia-a-dia.


Faz de 2023 o ano em que investes nas tuas competências para comunicar saúde!

bottom of page